Tag: Terra

0

A tabela verdade da implicação: por que a noite é escura? (V.4, N.8, P.2, 2021)

O paradoxo de Olberns enuncia que dado que o universo é infinitamente antigo, estático e infinitamente extenso e tem um infinito número de estrelas, para qualquer ponto que olharmos no céu haverá uma estrela. Portanto, a noite não deveria ser escura. Porém, a partir do uso da ferramenta matemática da implicação, prova-se que sim, a noite é escura.

0

2021, o Ano Internacional das Cavernas e do Carste: o que temos a comemorar? (V.4, N.7, P.3, 2021)

Espeleologia é a ciência que estuda as cavidades naturais e outros fenômenos cársticos, nas vertentes da sua formação, constituição, características físicas, formas de vida, e sua evolução ao longo do tempo. A Geologia, Geografia, Hidrologia, Biologia (Bioespeleologia), Climatologia, Arqueologia e Química são algumas das ciências que contribuem para o conhecimento espeleológico. Os estudos espeleológicos apoiam-se frequentemente em levantamentos topográficos.

1

Os Divinos Mitos do Sol (V.4, N.6, P.9, 2021)

Todos os seres vivos dependem direta e indiretamente do Sol em diversos aspectos e as mais importantes dádivas dadas a Terra são o calor e a luz. No passado diferentes culturas associavam o astro celeste a uma divindade, como os sumérios, os egípcios, os gregos, os romanos e, do outro do planeta, os astecas. Os celtas inclusive relacionavam o Sol a uma imagem feminina.

0

Por que paleontólogos pesquisam a força da mordida de espécies extintas? (V.4, N.3, P.12, 2021)

Foi publicada recentemente uma nova pesquisa sobre os hábitos alimentares dos pterossauros – os répteis voadores do Mesozoico, que conviveram com seus parentes próximos, os dinossauros, embora sejam um grupo à parte. Os hábitos alimentares de alguns pterossauros têm sido muito obscuros e discutidos entre pesquisadores. Parte disso vem da grande diversidade de formas vistas em pterossauros, variando desde espécies com os mais distintos tipos de dentição até espécies com perda total dos dentes.

0

A beleza das paisagens vistas do espaço: uma ciência chamada Sensoriamento Remoto (V.4, N.3, P.11, 2021)

O Amazônia I, satélite criado em parceria Brasil-China, teve as suas primeiras imagens publicadas pelo INPE. Trata-se de uma representação da superfície terrestre com uma enorme riqueza de informações e detalhes, o que permite reflexões sobre o uso e a ocupação territorial. O Sensoriamento Remoto, tecnologia utilizada, se constitui de uma técnica de obtenção de imagens da superfície sem que haja qualquer contato entre o objeto e o sensor e comumente faz uso de satélites, aviões e drones.

0

Por que “levar” a Antártica para a escola? (V.3, N.7, P.10, 2020)

A Antártica é pouco citada no ambiente escolar, porém o estudo do continente apresenta um amplo leque interdisciplinar, de modo abranger temáticas que vão das mudanças climáticas ao histórico de navegações. A Professora Sandra participou de um total de seis expedições ao continente antártico e apresenta as suas “aventuras científicas”, tão inspiradoras a jovens estudantes.

0

Solstício de Inverno (V.3, N.6, P.11, 2020)

No próximo dia 20 de junho de 2020 inicia-se uma nova estação do ano, o inverno. Mas é inverno para o hemisfério sul, no hemisfério norte inicia-se o verão. Qual a razão desta diferença? O eixo de rotação da Terra apresenta uma inclinação em relação ao plano de sua órbita e ela não varia, mas em determinadas posições da órbita terrestre, um hemisfério tem maior tempo de exposição à luz que outro.

Twitter
Blog UFABC Divulga Ciência