Categoria: Canais de divulgação científica

0

Prática Zaï: chamando os cupins para ajudar a plantar (V.5, N.4 P.4, 2022)

O Sahel é uma faixa de aproximadamente 5400 km de extensão ao sul do deserto do Saara, na África. Essa região possui um clima semiárido, muito seco e quente, e que sofre com ventos constantes vindos do deserto. As chuvas no Sahel são poucas e normalmente ocorrem de forma irregular, com boa parte da precipitação anual concentrada em algumas poucas tempestades. Enquanto os solos dessa região são bastante secos e compactados pelo calor e vento, e não conseguem absorver bem a água das tempestades esporádicas e rápidas que caem, dificultando a agricultura.

0

|Podcast| UFABC e Heliópolis (V.4, N.12, P.2, 2021)

A vida e obra do educador e filósofo brasileiro, Paulo Freire é revisitada nesse podcast, celebrando o ano de seu centenário e suas contribuições para a educação. Elaborados pelo professor Wesley Adriano Martins Dourado, os episódios cheios de boniteza são parte do projeto “Produção e reprodução de conhecimento em Heliópolis/SP: fortalecendo as bases de um bairro educador”, uma ação conjunta da Universidade Federal do ABC (UFABC) e da União de Núcleos e moradores de Heliópolis e Região (UNAS).

0

Como funciona a Estação Antártica brasileira? (V.4, N.11, P.10, 2021)

Visitamos a Estação Antártica Comandante Ferraz com o objetivo de entender o seu funcionamento e como são mantidas as condições para que a pesquisa brasileira aconteça. Como é gerada a energia? O que é feito com o lixo? De onde vem a água doce? Como é tratada a água? E muito mais! Vem visitar a EACF em um dia de inverno e torça para que o tempo permita dar um pulinho ali fora

0

Você já ouviu falar do Clube do Cupim? (V.4, N.11, P.9, 2021)

O Dr. Celso Castilho, professor e historiador da Universidade Vanderbilt (EUA), é especialista na história da abolição da escravidão no Brasil e concedeu entrevista sobre o Clube do Cupim, um movimento abolicionista criado em Recife no final do século XIX, e que acredita-se que tenha sido responsável pela libertação de mais de três mil escravizados entre o período de 1884 e 1888.

Twitter
Blog UFABC Divulga Ciência