Hoje é dia do Biólogo! E eles nunca foram tão necessários. (V.2, N.9, P.1, 2019)

Tempo estimado de leitura: 4 minute(s)

Hoje é dia do Biólogo!

por Vanessa K. Verdade

Vanessa Kruth Verdade fez Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1993-1997) e completou seus estudos em pós-graduação na mesma Universidade com mestrado, doutorado e pós-doutorado na área de Zoologia (1998-2009). Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal do ABC, coordenadora do curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, membro permanente e parte da coordenação do curso de pós-graduação em Evolução e Diversidade da UFABC. Participa também da coordenação do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas e da coordenação do curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia da UFABC.

 

Fui convidada a escrever um texto sobre o profissional que estuda a vida na mesma semana em que uma das principais agências que financiam pesquisa no Brasil comunica a possibilidade de extinção de bolsas e em que a floresta Amazônica vai sendo consumida pelo fogo em taxas tão altas que esse cenário cinza literalmente desabou sobre a Grande São Paulo. Como escrever um texto positivo em meio a um contexto tão desolador?

 

Precisava de inspiração e o que melhor inspira um biólogo, se não a própria vida? Se há algo verdadeiro sobre a vida, é a persistência e a adaptação. O cenário ruim já começou a incentivar o aumento de cientistas e docentes investindo em divulgação através de mídias sociais. Muitas das questões mais atuais que afetam a humanidade e são manchetes na mídia relacionam-se com temas estudados por biólogos – por exemplo, o papel das vacinas, o uso de agrotóxicos e o aquecimento global.

 

O biólogo tem uma formação bastante ampla, fundamentada na metodologia científica e na evolução. Estuda a anatomia e o funcionamento do corpo humano, dos diferentes animais e plantas, dos microorganismos e as relações que apresentam entre si e com o meio. Esses estudos são apresentados em diferentes escalas espaciais e de organização. O biólogo formado pode atuar na área de Meio Ambiente e Biodiversidade, na área de Biotecnologia e Produção e na área da Saúde. Você sabia? Pois é! Muita gente associa o biólogo ao cara meio hippie, que curte ficar no meio do mato.

 

Essa noção não veio do nada. Quem ingressa no curso de Ciências Biológicas tem uma profunda admiração e curiosidade pelos processos que geram e mantém a vida na Terra e a associação mais direta do perfil do biólogo é aquela que vem mesmo da área de Meio Ambiente e Biodiversidade. Mas muitos biólogos trabalham em laboratórios de informática, de análises moleculares e de análises clínicas, no aconselhamento genético, em áreas de vigilância sanitária, epidemiológica e de produção, na pesquisa para desenvolvimento de fármacos e tratamento de doenças. Também podemos trabalhar na área de gestão de Museus, Jardins Botânicos e Zoológicos, na educação não formal, na Educação Superior e em instituições de pesquisa. Aliás, uma das lutas mais legítimas dos profissionais das Ciências Biológicas é manter o espaço no mercado de trabalho, cada vez mais requisitado por conselhos de áreas correlatas como Ciências Biomédicas, Veterinária, Medicina e Engenharia Ambiental.

 

Sabemos que em tempos de restrição de recursos, a competição aumenta. Mas os mais aptos sobreviverão. Que sejam muitos. Biólogos nunca foram tão necessários. Sabemos, cada vez mais claramente, que a qualidade de vida e saúde humana dependem da saúde animal e da saúde ambiental. Só temos um planeta (que é redondo, pessoal!).

 

Peço licença para encerrar com um texto que não é meu, mas descreve tão certeiramente a visão que tenho do Biólogo: O apanhador de desperdícios, de Manoel de Barros: “Dou respeito às coisas desimportantes e aos seres desimportantes. Prezo insetos mais que aviões. Prezo a velocidade das tartarugas mais que a dos mísseis. Tenho em mim um atraso de nascença. Eu fui aparelhado para gostar de passarinhos. (…) Tenho abundância de ser feliz por isso.”

 

Acesse às redes sociais do blog. Estamos no Twitter!

@Blog_UFABC

Related Post

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Twitter